ABERT lança relatório sobre violações à liberdade de expressão

Os casos de assassinatos, agressões, ameaças, intimidações e ataques aos profissionais da comunicação que aconteceram em 2018 constam no Relatório ABERT sobre Violações à Liberdade de Expressão no Brasil.

O presidente da ABERT e conselheiro do Instituto Palavra Aberta, Paulo Tonet Camargo, falou sobre o assunto em entrevista à imprensa. Entidades internacionais que atuam em defesa da liberdade de imprensa e de expressão, como Repórteres sem Fronteiras (RSF) e Comitê para Proteção dos Jornalistas (CPJ), colocam o Brasil na lista dos países mais perigosos para a prática do jornalismo. Em 2018, o Brasil ficou na 102º posição entre 180 países avaliados no Ranking Mundial da Liberdade de Imprensa da RSF.

Para acessar o relatório, clique aqui.RELEASE PARA A IMPRENSA – Relatório 2018

Selecionamos outros textos para você