Instituto Vladimir Herzog inaugura a exposição “Resistir é preciso…”

Instituto Vladimir Herzog inaugura a exposição “Resistir é preciso…” 150 150 Instituto Palavra Aberta

No próximo dia 5 de Agosto Brasília será palco da abertura da exposição “Resistir é Preciso…”, parte de um projeto idealizado pelo Instituto Vladimir Herzog com a proposta de manter viva na memória dos brasileiros a luta da imprensa contra a ditadura, período em que inúmeros profissionais do meio foram presos, torturados e assassinados. São painéis, cartazes e obras de arte, além de depoimentos em vídeo, que serão apresentados não só na capital federal, mas em outras cidades como São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte.

Por meio de uma “linha do tempo”, pretende contar a História da resistência à ditadura que se instalou no Brasil em 1964 e que permaneceu no poder até a eleição indireta de Tancredo Neves, em 1985. Nesse período, muitos intelectuais, artistas, sindicalistas, estudantes, além de diversos setores da sociedade civil, lutaram pelo restabelecimento da democracia no Brasil.

A exposição possibilita aos jovens conhecer melhor as lutas pela reconstrução democrática, ocorridas nas décadas de 1960 a 1980, incluindo as polêmicas entre as diversas correntes de oposição ao regime ditatorial. Nas bancas, na clandestinidade e no exílio, essas três formas de resistir à ditadura fazem parte de um cenário pouco conhecido pelo público atual, apesar de ter cumprido papel de fundamental relevância durante todo o processo de redemocratização do País.

Exposição Resistir é Preciso…
Brasília: 5 de agosto a 22 de setembro de 2013
São Paulo: 12 de outubro de 2013 a 6 de janeiro de 2014
Rio de Janeiro: 12 de fevereiro a 7 de abril de 2014
Belo Horizonte: 4 de agosto a 5 de outubro de 2014