Imprensa sofreu 11 mil ataques diários nas redes sociais em 2019, afirma ABERT

Imprensa sofreu 11 mil ataques diários nas redes sociais em 2019, afirma ABERT 1024 576 Instituto Palavra Aberta

A imprensa profissional brasileira sofreu cerca de 11 mil ataques nas redes sociais por dia durante o ano de 2019. Isso significa uma média de 7 agressões por minuto. O dado é do relatório sobre Violações à Liberdade de Expressão, lançado pela Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (ABERT) no dia 11 de março, em cerimônia realizada em Brasília.

O documento mostra que esse total de agressões corresponde a cerca de 10% de tudo o que foi publicado no ano passado sobre a área de comunicação tradicional no País, uma porcentagem alta considerando conteúdos violentos que deslegitimam a atuação da imprensa. Os dados revelam ainda que os perfis e sites autores dessas práticas apresentam forte viés ideológico, tanto de correntes políticas de direita como de esquerda.

O relatório ainda mostra que foram registrados 56 casos de violência não-letal em 2019, envolvendo 78 jornalistas e veículos de comunicação. O número mostra uma queda de cerca de 50% em relação a 2018 no total de ocorrências – já no número de vítimas, essa diminuição foi de 52,72%.

Segundo o presidente da ABERT, Paulo Tonet Camargo, 2019 foi “um ano atípico, de ódio e incompreensão”.

Para ler o relatório completo, clique aqui.